A importância da Fisioterapia e Massagem no desporto

fisioterapia e massagem no desportoTodos os atletas, quer de alta competição ou não, desejam obter melhores resultados. Para isto, é necessário seguir um plano de treinos, de forma a melhorar a resistência e evitar as lesões, daí a importância da fisioterapia e massagem no desporto.

A prática de desportos pode estar relacionada com lesões musculares durante a realização de exercícios.

As lesões podem surgir por:

  • não ter existido aquecimento, ou por este não ter sido feito da melhor maneira;
  • situações em que o desportista esforça em demasia o seu corpo.

É importante existir um trabalho de prevenção de lesões e preparação do atleta nas suas diferentes dimensões. Assim, o atleta terá menos lesões e um melhor desempenho, se optar por ter um acompanhamento de fisioterapia e massagem no desporto que pratica. 

Fisioterapeuta no desporto

O Fisioterapeuta no Desporto é um profissional de saúde reconhecido, que demonstra competências específicas, na promoção da atividade física de forma efetiva e segura.

Para um desportista lesionado é essencial um rápido processo de recuperação e um retorno ao exercício acompanhado e orientado, para evitar que a lesão volte a aparecer.

A fisioterapia não é apenas para recuperar de uma lesão muscular, mas sim para prevenção e melhorar o desempenho de qualquer praticante de desporto em diferentes níveis de competição

Os principais objetivos, da fisioterapia no desporto são:

  •  preparação, é preciso preparar o corpo para obter bons resultados;
  • celeridade, fazer rápidas recuperações de lesões e preparar o atleta para uma competição em específico;
  •  equipamento, trabalhar em equipamentos de exercício para obtenção de resultados.

Massagem desportiva

As massagens na prática de desporto são importantes para prevenir lesões, tanto para amadores como profissionais e pode ser feita na pré e pós-competição.

As sessões de massagem desportiva devem ser realizadas sempre após um treino e a sua frequência depende da carga de treino.

Um atleta de alta competição que faça treinos 2 treinos por dia deve fazer duas sessões de massagem por semana. Já um atleta que faz 1 treino por dia, basta uma sessão de massagem por semana.


A massagem desportiva reúne um conjunto de técnicas que visam:

  • o melhoramento do tónus muscular (tensão elástica que representa o músculo a relaxar);
  • proporcionar o aumento da performance física, que envolve a reabilitação dos tecidos moles do corpo, incluindo músculos, ligamentos e tendões.

Este tipo de massagem  é composta por um conjunto de técnicas de manipulação das estruturas músculo-esqueléticas, mas com incidência particular em zonas corporais cruciais à atividade desportiva.

É uma massagem caracterizada por movimentos suaves, lentos e firmes no corpo inteiro, de forma a relaxar a musculatura e proporcionando alívio das tensões e stress, encorajando os músculos a recuperar após o treino. Assim, o sangue e o oxigénio conseguem voltar aos músculos a um ritmo normal e fazer uma reparação eficaz dos tecidos musculares, tornando-os mais fortes e resistentes.

Este tipo de massagem aplica-se em:

  • pré-treino desportivo;
  • treino desportivo;
  • pós-treino desportivo;
  • pré-competição, competição e pós-competição;
  • pós-viagem;
  • prevenção de lesões.

Contudo, para se beneficiar de uma massagem desportiva não é necessário ser-se atleta.

A massagem é uma das mais antigas formas de terapia e um método fundamental no alívio de dor, relaxamento, estimulação e recuperação muscular, que a nível preventivo, terapêutico ou desportivo.

Os seus benefícios são:

  • estimulação da circulação sanguínea;
  • alivio das tensões físicas e emocionais;
  • combate à ansiedade, a  insónia, a irritabilidade e falta de concentração;
  • combate à dor de cabeça;
  • eliminação de toxinas do organismo.

 

A importância da fisioterapia e massagem no desporto

Após o treino, são indicados exercícios de alongamento e diversos tipos de massagem para remover nódulos e evitar lesões, estimulando o sistema mecânico e neuromuscular.

É importante que o praticante de desporto tenha acompanhamento de um fisioterapeuta, para evitar lesões e conseguir um melhor rendimento físico.

A massagem desportiva deve ser considerada como um complemento à atividade física, sendo considerada tão importante como a alimentação e suplementação do atleta.

Posto isto, um atleta que deseja ter uma vida desportiva saudável deverá ter em conta a importância da fisioterapia e massagem no desporto, para que consiga obter sempre os melhores resultados.

Jéssica  Monteiro