8 dicas para fazer compras online

Cada vez mais os consumidores apostam nas compras online em vez das tradicionais compras em lojas físicas. Além de poupar tempo, pode ainda poupar dinheiro visto que, hoje em dia, é possível encontrar praticamente tudo na internet a preços bastante acessíveis.

Fazer compras a partir do conforto de sua casa pode ser uma opção mas muitas vezes a dúvida que se coloca é: “Será seguro?”

Cada vez mais os consumidores valorizam e procuram segurança mas muitas vezes não têm conhecimento de como tornar todo o processo mais fiável. A Do It Better dá-lhe 8 dicas que o vão ajudar a fazer as suas compras online de forma mais segura:

  • Evite fazer as suas compras a partir de dispositivos públicos ou através de redes Wi-fi abertas. Os dispositivos públicos podem não ter os recursos de segurança necessários, como por exemplo, uma firewall ou um antivírus, e a probabilidade de terceiros acederem aos seus dados.
  • Mantenha-se seguro. Antes de iniciar as suas compras, verifique se na barra de endereço, no lado esquerdo do seu browser, existe um desenho de um cadeado. É importante também dar prioridade aos sites cujo endereço inclui https://, isto significa que os seus dados encriptados e, como tal, as suas compras serão mais seguras.
  • Analise o website antes de fazer compras online. Procure informações, opiniões, experiências de outros utilizadores sobre o website onde pretende fazer as suas compras.
  • Compare preços. Sejam produtos novos ou usados, procure em diferentes páginas, diferentes fornecedores/vendedores o mesmo produto e compare preços, prazos de entrega e a credibilidade que, nalguns casos, é avaliada através de opiniões de outros consumidores.
  • Spam. Desconfie de preços muito abaixo daqueles que são praticados no mercado. Quando o preço ou desconto é demasiado generoso, tenha atenção para não acabar por ser vítima de fraude e receber um produto falsificado ou até mesmo nunca chegar a receber o produto.
  • Não guarde os seus dados. Existem muitas lojas online que permitem guardar dados do seu cartão de crédito ou débito. Não é recomendável que o faça, porque se o site for hackeado, outros utilizadores poderão ter acesso aos seus dados. Para diminuir os riscos de fraude, pode optar por utilizar o PayPal (permite o uso do cartão de crédito sem que o site obtenha os seus dados).
  • Não ignore as condições de uso e políticas de privacidade. A tendência é darmos uma vista de olhos e passarmos este passo tão importante à frente. Tenha atenção, porque existe uma série de informações que o consumidor deve saber. Por exemplo, a recolha e a partilha de dados pessoas, prazos de entrega, reclamações, receber ofertas no futuro por empresas através do e-mail. Verifique se está de acordo com todos estes parâmetros.
  • Compras internacionais. Há sempre a hipótese de fazer compras em sites de outros países, pois existe uma maior oferta de produtos e a possibilidade de adquirir produtos que não se encontram em Portugal. É importante referir que cada país tem a sua própria legislação no que toca a compras online.

Estas são algumas das dicas para os consumidores mas também podem ser uma ajuda para as empresas. As marcas ao tornar seguras as venda dos seus produtos ou serviços online, pode ser uma mais valia e um grande ponto a favor, visto que os consumidores procuram segurança nas compras que fazem. Tudo isto, são pontos que poderão ajudar na construção de uma relação de empatia e confiança entre o consumidor e a própria marca.