Crianças com necessidades especiais

Necessidades especiais

Cuidados a ter no contacto com crianças com necessidades especiais de educação

Cada vez mais o mundo é feito de diferenças e são essas diferenças e características próprias que nos enriquecem e que nos distinguem dos demais. Estas diferenças devem ser encaradas de forma positiva e ser commumente aceites por todos.

Crianças com necessidades especiais de saúde são aquelas que possuem uma condição física diferente e que carecem de um cuidado contínuo para o seu desenvolvimento. São crianças naturalmente mais frágeis do ponto de vista clínico e consequentemente mais vulneráveis. No entanto, mesmo tendo algum tipo de limitação ou condição física, têm o direito não só de estarem inseridas na sociedade como também a manifestarem a sua opinião.

Quando alguém se dedica ao cuidado de uma criança com necessidades especiais seja ela qual for deve, em primeiro lugar encarar a diferença como algo normal. Ter uma deficiência ou uma limitação não é uma escolha própria e, por esse motivo, não devem ser criados juízos de valor. Estas crianças ainda que necessitem inevitavelmente de cuidados especiais precisam de ser tratadas com naturalidade, carinho e aceitação.

Em segundo lugar é fulcral que o cuidador conheça quais os principais tipos de deficiência existentes e as necessidades subjacentes. É também importante conhecer o histórico da criança, a forma como ela se comporta, e, se possível, tentar perceber como é que os próprios pais lidam com essas necessidades especiais em contexto familiar e quais as suas expectativas de desenvolvimento para a criança.

No geral, as necessidades mais básicas das crianças portadoras de deficiência podem e devem ser consideradas da mesma forma que das outras crianças, mas sempre com a devida adaptação e consideração pelas suas limitações. Uma das coisas mais importantes a ter em consideração no contacto com crianças com necessidades especiais é garantir a disponibilidade para as mesmas e promover a criação de oportunidades e desenvolvimento iguais.

O principal objetivo deve ser promover o bem-estar, a qualidade de vida, recuperação e orientação destas crianças bem como das suas famílias. Para mais informações consulte as revistas de enfermagem em formato eletrónico em:

É essencial que os cuidadores tenham formação e que desenvolvam competências práticas no cuidado a estas crianças e ações educativas que se ajustem às necessidades reais das mesmas para que possam desenvolver ao máximo as suas capacidades.

Uma sociedade mais inclusiva tem sido um tema bastante debatido nos últimos anos e para a qual todos temos o dever de contribuir. Se pretende ingressar nesta área e tem um espírito de cuidador inato saiba mais sobre o nosso curso Certificado de Auxiliar de Ação Educativa.