Notícias - Do It Better

Notícias

Nova_parceria_entre_a_do_it_better_e_o_cd_nacional_mini

A Do It Better e o CD Nacional estabeleceram uma parceria de colaboração

Nova parceria entre a Do It Better e o CD Nacional.png

Nova Parceria entre a Do It Better e o CD Nacional

A Do It Better pela primeira vez abriu um centro de formação certificado fora de Portugal Continental. Há um mês a Madeira ficou mais Better com a abertura do novo centro de formação profissional Do It Better numa das ilhas de Portugal.

Com o objetivo de estabelecer novas relações perto dos locais onde se encontra, a Do It Better, centro de formação profissional certificada, celebrou recentemente uma nova parceria com o CD Nacional.

Esta nova colaboração permite a todos os Associados e familiares diretos, bem como aos Atletas e Colaboradores do CD Nacional  a ter um desconto de 10% no acesso a todas as áreas de formação na Do It Better.

Visite o nosso site para ver a nossa oferta formativa.

Autoria: Vanessa Cunha

Se tiver registo criminal poso ser segurançaSe tiver registo criminal poso ser segurança

Se tiver registo criminal posso ser Segurança?

Se tiver registo criminal posso ser segurança_jpeg

A área da Segurança Privada tem vindo a crescer em Portugal. Se está interessado em fazer formação na área da Segurança Privada tem de ter em consideração alguns requisitos e o registo criminal é um deles. Será que pode ser Segurança caso tenha o registo criminal com antecedentes?

 

Com a procura crescente pela área da Segurança Privada em Portugal, os interessados em adquirir a formação na área precisam de ter em conta alguns requisitos e incompatibilidades para esta profissão.

Este artigo irá incidir sobre um dos requisitos obrigatórios – o registo criminal. Segundo o decreto-lei 34/2013 no Art. 22º qualquer profissional na área da Segurança Privada não pode ter sido condenado, por sentença transitada em julgado, pela prática de crime doloso previsto no Código Penal e demais legislação penal. Tendo em conta o que consta no decreto-lei acima referido, os interessados em obter a formação em Segurança Privada não podem ter o seu registo criminal com antecedentes ou com qualquer tipo de crime cometido que tenha sido julgado em tribunal.

Até ao presente não há exceções ao tipo de crime cometido, o que não há concordância com a Associação de Empresas de Segurança e a Associação Socioprofissional da Segurança Privada e o Art. 22º, uma vez que a pessoa que cometeu o crime já teve a sua represália e isso não o pode condicionar na área em que gostaria de exercer funções. Assim sendo, neste momento está a ser debatido no Tribunal Constitucional alterações ao decreto lei 34/2013. Estas novas alterações começaram a ser impostas a partir de Agosto de 2019. 

Autoria: Vanessa Cunha

10 Truques de cozinha que toda a gente devia saber!

10 Truques de cozinha que toda a gente devia saber!

10 Truques de cozinha que toda a gente devia saber!

Cozinhar nunca foi tão fácil. Para que faça furor em sua casa, junto dos seus amigos e familiares, a Do It Better mostra 10 Truques de cozinha que toda a gente devia saber! Tome nota e garantimos-lhe que irá ser BETTER na cozinha.

Os truques mais fáceis e rápidos de aprender são os seguintes:

  1. Cortar cebola sem chorar

Sempre que cortar uma cebola, faça-o por baixo do exaustor para aspirar os odores. Não queremos cá choradeira na cozinha!

  1. Deixe de ter pão rijo em casa

Aconselhamos a que compre um pão bem cozido, depois deve guardá-lo num saco de tecido, num local seco e, se possível, experimente colocá-lo junto de uma bata crua e com a casca bem lavada.

  1. Evite comer ovos estragados

Muitas vezes queremos fazer um ovo estrelado e só depois de partido é que nos apercebemos que está estragado. Para que isso não aconteça mais, coloque o ovo num copo com água e um pouco de sal. Se o ovo vier à tona, deite-o ao lixo porque este está estragado.

  1. O ananás está maduro?

Já todos comprámos um ananás e quando chegamos a casa e o abrimos, percebemos que este ainda se encontra verde. Para evitar este constrangimento, fique a saber que se retirar uma “pétala” do centro da coroa e esta sair com facilidade o ananás encontra-se maduro e na altura excelente para ser comido.

  1. Deixe os legumes mais verdes

Quando os legumes são cozidos, estes perdem a sua cor natural. Antes de cozer os legumes, adicione uma colher (de chá) de açúcar à água. Caso esteja a confecionar espinafres, após a cozedura deve mergulhá-los em água fria. Assim, irá garantir a cor verde dos mesmos.

  1. Arroz solto

Há pequenos detalhes que precisa de conhecer para saber preparar um arroz soltinho e saboroso. O primeiro é lavar bem o arroz e deixar que escorra totalmente, para evitar excessos de água. De seguida, deve fritá-lo aproximadamente 5 minutos, em azeite bem quente. Estes dois passos garantir-lhe-ão o sucesso.

  1. Confecione um polvo macio

Todos nós sabemos o quão difícil é confecionar um polvo sem que este fique com uma textura de borracha. Para que o polvo fique tenro e macio, mergulhe (pelo menos três vezes) aos poucos o polvo, sem nunca o largar, na água a ferver, para que os músculos cedam com a diferença de temperatura. Depois coloque-o definitivamente na água a ferver, durante 30 a 35 minutos. Só assim o polvo ficará tenro.

  1. Mantenha o seu bife suculento

Antes de grelhar, frita ou saltear, nunca deve tirar a carne diretamente do frigorífico para o lume. Deixe a carne sempre uma a duas horas à temperatura ambiente para manter todos os sabores.

  1. Desenformar um pudim

Para desenformar o pudim e evitar que este fique agarrado, passe água fria pela forma antes mesmo de lhe juntar o preparado. Deixe que o pudim esteja completamente arrefecido.

  1. Mantenha os seus tachos brilhantes

Há um truque muito simples, para amantes os seus tachos, panelas, frigideiras e utensílios de cozinha sempre brilhantes e sem ferrugem. Para isso, basta colocar uma chávena de sal na panela ou frigideira, cozinhar durante uma hora a 175ºC e, de seguida, esfregar com um esfregão seco.

Comece já a aplicar estes truques e verá que o sucesso é garantido, junto dos seus amigos e familiares.

O gosto por novos paladares e aromas fascina-o? É apaixonado por cozinha ou pastelaria? Ou é apenas algo que lhe desperta a curiosidade? Então garanta a sua vaga e aprenda mais truques e, até mesmo novas receitas no curso de Chef de Cozinha e Pastelaria, da Do It Better. Saiba mais, saiba Better.

 Autoria: Hugo Peixinho

Técnicas de Coaching Desportivo

Conheça algumas das técnicas mais importantes no coaching desportivo!

Conheça algumas das técnicas mais importantes no coaching desportivo!

O coaching desportivo é uma atividade complementar para o desenvolvimento de competências a nível psicológico e pessoal, cuja prática é fundamental para o sucesso de atletas e equipas de alto desempenho. Conheça algumas das técnicas mais importantes no coaching desportivo!

A elevada competitividade das modalidades desportivas exige um conjunto de modelos de treino, competências e atitudes que vão para além dos aspetos físicos e técnicos.

Famosos treinadores e atletas como José Mourinho, Lewis Hamilton e Usain Bolt são conhecidos por utilizar técnicas de coaching desportivo de forma a potenciar os resultados dos seus atletas. Apresentamos algumas dessas técnicas de seguida:

  • Estabelecimento de metas – Muitos atletas têm uma ideia geral do que querem atingir no desporto que praticam, mas por vezes a falta de pequenas metas concretas traduz-se em esforços desnecessários, fazendo com que o atleta ou a equipa acabe por ficar aquém dos seus objetivos.

 

  • Dar motivação temporadas longas, regimes de treino exaustivos, falta de tempo para vida social podem fazer com que os atletas percam foco dos seus objetivos e percam motivação. Nestes casos, o coaching é fundamental pois pode ajudar o atleta a manter o foco nos seus objetivos e incentivá-lo para que este continue a ultrapassar barreiras.

 

  • Comunicação clara existem duas áreas problemáticas na comunicação para os atletas: entrar em conflito com os colegas de equipa e não estar na mesma página que o seu treinador. Conflitos dentro da equipa podem tornar a experiência dos atletas infeliz e criar stress, o que pode dificultar a concentração no seu desempenho. A incapacidade de comunicar com o seu treinador, de dar e receber feedback, de expressar as suas necessidades de forma adequada pode criar confusão em relação aos seus objetivos e em como os atingir.

 

  • Criação de uma rotina – a preparação antes de um evento é muito importante, por isso é essencial criar uma rotina com a qual o atleta se sinta confortável. Alguns atletas sentem-se mais relaxados quando chegam horas antes do início do jogo para se prepararem, e outros preferem esperar até ao último minuto. É fundamental que o treinador e atletas compreendam o que funciona melhor para cada um dos seus atletas e tentar seguir essa rotina.

 

  • Celebraçãoé importante apreciar a condição física e objetivos atingidos . O mais importante para o atleta é executar da melhor forma todas as suas capacidades.

 

A aplicação das técnicas de coaching desportivo podem ajudar a atingir resultados mais produtivos. No meio da competição e do esforço para se tornarem melhores, os atletas têm tendência a esquecer-se de aproveitarem o processo de melhoria. No final é aí que a cabeça e o coração devem estar, e certamente troféus se seguirão.

Autoria: Pedro Delfino

Como fazer o 12º ano em metade do tempo

Como fazer o 12º ano em metade do tempo!

Se quer saber como fazer o 12º ano em metade do tempo, este artigo é para si! De seguida, vamos explicar-lhe como é possível.

Para quem tem mais de 18 anos, já existe a possibilidade de concluir o 12º ano de forma mais rápida. Através do Curso de Conclusão de 12º ano para Adultos da Do It Better.

Pode concluir o seu ensino secundário das seguinte formas:

    • Se tem o 9º ano e quer fazer o 10º, 11º e 12º ano, poderá fazê-lo em 24 meses;
    • Se tem o 10º ano e quer fazer o 11º e 12º ano, poderá concluir o ensino secundário em 12 meses;
    • Se tem o 11º ano e quer fazer o 12º ano, poderá concluí-lo em 6 meses.

    Em qualquer um dos três casos, o tempo é diminuído em metade do que seria no ensino escolar. As aulas do curso abordam temas como Cultura, Língua, Tecnologia, Comunicação, entre outras.  O objetivo é que os formandos acabem com todo o conhecimento necessário para se inserirem numa vida ativa e que se consigam adaptar facilmente aos diferentes contextos do trabalho.

    Fazendo o Curso de Conclusão de 12º ano da Do It Better, ficará com a escolaridade obrigatória terminada. Desta forma vai poder candidatar-se a vagas em muitas áreas de trabalho e formação em que é pedida a escolaridade obrigatória, como por exemplo, na Polícia de Segurança PúblicaGuarda Nacional Republicana, entre muitas outras

    Não deixe passar esta oportunidade!  Na Do It Better acreditamos no seu sucesso.

    Autoria: Pedro Delfino

 

Importância do Profissional de Desporto renovar o seu Título Profissional

Importância do Profissional de Desporto renovar o seu Título Profissional

O Profissional de Desporto é um profissional com formação específica, qualificado para traçar planos individualizados com objetivos realistas e alcançáveis. Para o exercício da sua profissão necessita de um Título Profissional porque sem ele, não poderá exercer atividade. Fique então a saber qual a importância do Profissional de Desporto renovar o seu Título Profissional.

O Profissional de Desporto, de acordo com  a Lei 39/2012 necessita de obter o seu Título Profissional para exercer. Este título é válido para o exercício da função de técnico de exercício físico em território nacional.

O Título Profissional é emitido pelo IPDJ, Instituto Português do Desporto e da Juventude,  perante a apresentação da candidatura. Este é o documento oficial que “habilita e regula o exercício das funções” do profissional tendo uma validade de cinco anos.

O Título Profissional pode ser adquirido por estudantes de licenciaturas relacionadas ao Desporto ou à Educação Física, assim como qualificações obtidas através de Formação Certificada.

curso de personal trainer

Já sendo portador do Título Profissional, é fundamental a sua renovação, de 5 em 5 anos, para poder exercer a profissão com a obtenção de 5 unidades de créditos, através de formação contínua “certificada pelo IPDJ.”  

O título caduca sempre que o seu titular não frequentar, num período de cinco anos, Formação Contínua administrada por Centros de Formação CertificadaPara além disso, o título pode ser revogado, pelo IPDJ, quando se detectam falsificações de “qualquer elemento comprovativo dos requisitos” necessários à obtenção do mesmo.

A revalidação do Título Profissional pode ser feita através de uma “plataforma informática” automática, perante a apresentação e verificação do cumprimento de todos os requisitos já referidos.

Com este artigo conseguiu perceber a importância do Título Profissional para o exercício da função de Profissional de Desporto! E não se esqueça da sua renovação para exercer a profissão sem problemas legais.

Autoria: Catarina Mexia

 

 

Que cuidados a ter com tatuagens e piercings

Quais os cuidados a ter com Tatuagens e Piercings?

Que cuidados a ter com tatuagens e piercings

A body art tem vindo a ter uma crescente procura. Cada vez mais as pessoas recorrem à tatuagem ou piercing para marcar algo no seu corpo para sempre.

 

A body art é uma tendência artística contemporânea que despertou na década de 60, nos Estados Unidos e na Europa. É uma arte que tem como foco o corpo como suporte e intervenção para a realização do trabalho artístico.

Todas as técnicas de tatuagem têm uma coisa em comum, a pele é perfurada por objetos pontiagudos e um corante que é introduzido. Atualmente, o método mais frequente para fazer uma tatuagem é a máquina elétrica, mas em algumas culturas ainda é utilizado os métodos primitivos, ou seja, o tatuador utiliza uma agulha e vai picando a pele manualmente para fazer o desenho.

É importante referir que antes de fazer uma tatuagem ou piercing tem que pensar o que realmente quer fazer, pois será uma marca que ficará para sempre no seu corpo. Por isso, deverá ter em conta alguns cuidados, tanto a nível de segurança como de higiene, antes de fazer a sua tatuagem ou piercing. Neste artigo irá encontrar alguns cuidados a ter antes, durante e após de fazer a sua tatuagem ou piercing.

Um dos primeiros pontos a ter em consideração é o local onde vai fazer a tatuagem ou piercing. A limpeza e higiene é um fator prioritário em qualquer estúdio. As salas devem ser limpas, ventiladas e conter apenas o material necessário. Se entrar num estúdio em que não tenha estas condições não é muito recomendado que faça a tatuagem ou piercing, porque está mais propicio a apanhar algum tipo de infeção.

Após a escolha do estúdio, o próximo passo é saber qual a zona que que quer fazer o piercing ou a tatuagem, caso seja a tatuagem deve saber qual o desenho que quer. Os materiais de tatuagem ou piercing passam por um rigoroso processo de esterilização, com exceção aos materiais descartáveis – as luvas, as agulhas, máscaras, lâminas e rapadores de pelos – do qual o profissional deverá apenas tirar das embalagens à frente da pessoa em que vai ser utilizado.

Os primeiros procedimentos para a realização de uma tatuagem ou piercing consiste na preparação da região do corpo, ou seja, desinfeta-se o local com antisséptico e álcool. Após isto, em caso do piercing fura-se a zona com o material adequado e no caso da tatuagem passa-se o desenho recalcado para a pele para depois o tatuador começar o seu trabalho. Primeiramente, irá fazer todo o contorno do desenho e por fim as sombras e o preenchimento do mesmo.

Após a realização do piercing ou tatuagem requerem alguns cuidados em que devem ser seguidos para uma boa cicatrização e não ganhar infeções. Assim sendo, é importante seguir à risca todos os cuidados que o profissional irá lhe dizer, tal como:

    • Lavar sempre as mãos antes de tocas na zona;
    • Lavar a zona com sabão PH neutro;
    • Manter a pele hidratada com o creme que lhe indicar.

 

Na tatuagem, quando a lavar e colocar creme irá ver uma membrana da cor da tatuagem a sair, nunca deverá coçar nem arrancar essa membrana, ela cairá naturalmente.

Uma nota importante para ter a máxima atenção é que uma tatuagem é uma ferida aberta e exposta. Por isso, não deve apanhar sol nem nadar em águas do mar e piscina até estar a tatuagem ou piercing totalmente cicatrizados.

Caso queira saber algumas curiosidades e mitos sobre tatuagens.

Autoria: Vanessa Cunha

Este é o verdadeiro significado do Pólo de Barbeiro

Pólo de barbeiro

O poste giratório listado com as cores vermelho, branco e  azul tem uma simbologia que quase ninguém conhece. Neste artigo apresentamos a história do Pólo de Barbeiro que invadiu as barbearias pelo mundo inteiro.

 

Nos dias de hoje, as barbearias tradicionais são facilmente identificadas com um poste giratório listado com as cores vermelho, branco e azul, em toda a parte do mundo. Este objeto que não passa despercebido a quem passa por uma barbearia tradicional, mas quase ninguém sabe o seu verdadeiro nome ou origem. Objeto esse que é denominado Barber Pole!

A barbearia é considerada um lugar ideal para o mundo masculino, pois é um espaço onde podem socializar, debater, conversar e interagir com os outros sobre temas do seu interesse como desporto, política, filosofia…

A profissão de barbeiro conquistou uma aura romântica que tem atraído os jovens a envergar na especialização da barbearia e aprofundar os seus conhecimentos. Porém, antigamente a barbearia tinha outra utilidade para além dos cortes de cabelo e barbas. Em seguida irá ficar a conhecer a origem das barbearias e o significado do Barber Pole.

Curso de tatuagem e BodyPiercing

O primórdio da profissão de barbeiro surgiu na Grécia Antiga, época marcada pelas mitologias que até hoje fazem parte da história da humanidade. Tal como está escrito nos contos da mitologia grega, a preocupação em relação à estética de figuras mitológicas – como Apolo, Ares e Arquimedes – levou à necessidade de criar um espaço único e adequado para o tratamento da beleza masculina. Naquela época, os grandes sábios e filósofos tinham por hábito usar cabelos longos e barbas compridas, que simbolizava a vasta experiência e a sabedoria. Também, os adolescentes que queriam seguir os penteados dos líderes influentes.

Foi por volta dos séculos XVII e XVIII que surgiram os primeiros barbeiros, pessoas que tinham grandes habilidades manuais. No entanto, o Pólo de Barbeiro começou a ser utilizado antes dessa época, por volta do ano 1200 d.c., numa época em que era frequente identificar estabelecimentos através de desenhos ou símbolos, uma vez que a taxa de alfabetismo da população era elevadíssima.

Quando o estabelecimento tinha o pilar giratório significava que esse barbeiro não fazia somente o seu trabalho habitual (barba, cabelo e bigode), mas também era especialista em extrações dentárias, pequenas cirurgias médicas e odontológicas, ou seja eram vistos como os curandeiros da sociedade.

Como referido no início do artigo as cores do Pólo de Barbeiro são o branco, vermelho e azul, e cada cor tem o seu significado. O vermelho representa o sangue arterial, o azul o sangue venoso e o branco a gaze. Após a conclusão do procedimento cirúrgico, os barbeiros colocavam as gazes por fora como forma de propaganda. Com o vento, essas gazes ensanguentadas giravam e retorciam, o que levava a formar o padrão espiral vermelho e branco conforme o Barber Pole. Quando o pilar tinha apenas as cores azul e branca significava que esse barbeiro não executava a função de cirurgião.

Saiba também tudo aquilo que precisa de saber para abrir uma barbearia.

Durante alguns séculos, a barbearia teve esse ramo paralelo à sua profissão. Só no século XIX, é que se tornou um lugar especializado em cuidados de beleza e aparência em barbas e cabelos. 

Autoria: Vanessa Cunha

0 caraterísticas para ser bom formador

10 Caraterísticas que não podem faltar a um bom formador

Ao longo da vida, seja profissionalmente, em tarefas diárias ou em convívio com os outros, todos desempenhados um pouco a função de formador. Um formador deve ter capacidades técnicas e pedagógicas e de relacionamento. Fique a conhecer 10 dicas para ser um bom formador:

Certificação 

A nível profissional, para ser formador e poder lecionar é necessário frequentar com aproveitamento o Curso de Formação Pedagógica Inicial de Formadores, numa entidade credenciada pelo IEFP - Instituto de Emprego e Formação Profissional.

Qualificação

O formador deve não só ter competências pedagógicas, como também as qualificações necessárias na área em que desenvolve a formação, preparação científica e prática.

Comunicação Interpessoal

Um bom formador deverá ter uma boa capacidade de comunicação e de relacionamento em grupo, de forma a reforçar a empatia com os formandos.

Espírito de Liderança

O formador é um líder e deve conseguir motivar e envolver todos os elementos do grupo para que estejam integrados no processo de aprendizagem.

Comunicação Inovadora

O formador deve estar atualizado sobre as novas metodologias de comunicação e de ensino de forma a envolver melhor os formandos e obter mais sucesso no processo da formação.

Paixão pelo trabalho

Para ser um bom formador também é necessário ter paixão pela formação e pela matéria abordada, transmitindo entusiasmo nas sessões de formação, que geram motivação e contagiam os formandos.

Conhecer e Avaliar

É importante conhecer as pessoas que se vai formar, as suas caraterísticas e os conhecimentos que já possuem sobre o tema, pois ajuda o formador a definir as formas de avaliação e atividades que resultam melhor com cada grupo.

Linguagem Clara

O formador deve usar uma linguagem clara para facilitar a aprendizagem e transformar aquilo que é complexo em algo simples.

Tolerância

Os formandos devem sentir que são ouvidos e compreendidos, sem culpas ou acusações. O contributo dos formandos é sempre importante.

Como preparação para ser bom formador formador é importante a organização

Preparar-se com antecedência

Um bom formador prepara os módulos com antecedência: planifica, organiza e define os objetivos, os conteúdos da formação, as estratégias e suportes a usar em sala de aula.

Autoria: Daniela Santos

tem o cartão do mai caducado Cuidado.Descubra as coimas aplicadas

Tem o cartão do MAI caducado? Cuidado! Estas são as coimas aplicadas…

cartao do mai caducado e multas aplicadas

A atividade de segurança privada em Portugal tem sido cada vez mais procura, resultado da estabilidade profissional e das elevadas taxas de empregabilidade. Hoje, quem procura ser Segurança em Portugal precisa de ter conhecimento de algumas regras, sendo que a utilização do Cartão Profissional se caracteriza como um dos pilares desta atividade. Tem o cartão do MAI caducado? Cuidado! Estas são as coimas aplicadas…

Neste artigo vamos explicar detalhadamente quais as coimas aplicadas no caso do exercício da atividade com o Cartão profissional caducado. Fique em alerta e não deixe caducar o seu Cartão…

Saiba também tudo aquilo que precisa de saber sobre o cartão do MAI !

O cartão do MAI segundo, a Lei da Segurança Privada, tem de ser renovado 90 dias antes de terminar a sua validade, dependendo da verificação de todos os requisitos necessários pelo Ministério da Administração Interna.

Caso não tenha sido feita a solicitação no prazo de 90 dias, “o titular dispõe do prazo de 30 dias para requerer a sua renovação…”, se não acontecer a renovação, o cartão profissional ficará definitivamente caducado.

O pedido de renovação feito após a data limite de validade, é uma considerado como uma contraordenação muito grave, punida com uma coima no valor que pode ir de 600 € a 3 000 €.

Face às oportunidades formativas que existe nesta área só deixa caducar o seu cartão quem quer! Há profissionais que fazem a renovação do cartão de forma independente e outros, por sua vez, que acabam por renovar através da entidade patronal.

cartão do mai

Para além disso, há ainda outras coimas que podem ser aplicadas referentes à não utilização do Cartão Profissional.

Quem exercer funções de Segurança Privada sem o seu cartão do MAI “é punido com pena de prisão até 4 anos ou com pena de multa até 480 dias”, assim como quem esteja a exercer atividades da especialidade sem habilitações para tal.

Agora que já conhece as coimas aplicadas à utilização do cartão do MAI caducado, trate de o atualizar e utilize-o corretamente para tudo correr bem no exercício da sua função profissional.

Autoria: Catarina Mexia

Quem pode ser Segurança em Portugal 

Como fazer o curso de vigilante em portugal

Para fazer um curso na área da Segurança Privada é preciso alguns requisitos. Neste artigo vamos-lhe mostrar quem pode ser Segurança em Portugal e o que precisa para realizar esta formação.

A área da Segurança Privada tem tido uma elevada procura de formação tanto em Portugal como na Europa nos últimos anos. Este facto verifica-se devido ao crescimento de turismo e à evolução das grandes cidades no país, aumentando assim a oferta de emprego nesta área.

Para ingressar numa formação na área da Segurança Privada em Portugal, não precisa de ter uma formação superior. Engane-se também quem pensa que é uma área elitista. Não há qualquer discriminação baseada na cor, etnia ou origem do cidadão. No entanto, há alguns requisitos que devem ter tidos em conta quando pretende fazer formação em Segurança Privada.

Neste artigo vamos-lhe apresentar todos os requisitos para que possa fazer formação na área da Segurança Privada em Portugal.

Como mencionado acima não existe grandes limitações para quem esteja interessado em tirar a formação na área, porém os interessados tem de cumprir alguns requisitos para o exercício da atividade, segundo a legislação de segurança interna do decreto-lei n.35/2004 decretada pelo Ministério da Administração Interna:

  • Ser cidadão português, de um Estado membro da União Europeia (Alemanha; Áustria; Bélgica; Bulgária; Chipre; Croácia; Dinamarca; Eslováquia; Eslovénia; Espanha; Estónia; Finlândia; França; Grécia; Holanda; Hungria; Irlanda; Itália; Letónia; Lituânia; Luxemburgo; Malta; Polónia; Portugal; Reino Unido; República Checa; Roménia; Suécia), de um Estado parte do Acordo sobre o Espaço económico Europeu (Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Croácia, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Irlanda, Islândia, Itália, Letónia, Lichtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polónia, Reino Unido, República Checa, Roménia e Suécia)ou, em condições reciprocidade, de um Estado de língua oficial portuguesa (Guiné-Bissau, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe), no caso do Brasil deverá requerer o estatuto de porto seguro;
  • Possuir a escolaridade obrigatória.
    • Nascidos até 31/12/1966 – 4º ano,
    • Nascidos entre 01/01/1967 e 31/12/1980 – 6º ano,
    • Nascidos a partir de 01/01/1981 – 9º ano,
    • Nascidos a partir de 01/01/1996 – 12º ano.

Com a publicação do decreto-lei 85/2009 , de 27 de Agosto, foi estabelecido através do Art.2º, que se consideram em idade escolar as crianças e jovens com idades compreendidas entre os 6 e os 18 anos. Caso não tenham o certificado do 9º ano concluído, tem de apresentar um documento da escola que prove o seu histórico escolar de como frequentaram a escola até aos 18 anos, sem interrupções.

  • Possuir plena capacidade civil;
  • Não ter sido condenado, por sentença transitada em julgado, pela prática de crime doloso contra a vida, a integridade física ou a reserva da vida privada, contra o património, de falsificação, contra a segurança das telecomunicações, contra a ordem e tranquilidade públicas, de residência ou desobediência à autoridade pública, de detenção ilegal de armas ou por qualquer outro crime doloso punível com pena de prisão superior a 3 anos, sem prejuízo da reabilitação judicial;
  • Não exercer, nem ter exercido, as funções de gerente ou administrador de sociedade de segurança privada condenada, por decisão transitada em julgado, pela prática de três contra-ordenações muito graves no exercício dessa atividade nos três anos precedentes;
  • Não exercer, nem ter exercido, a qualquer título, cargo ou função de fiscalização do exercício da atividade de segurança privada nos três anos precedentes;
  • Não ter sido sancionado, por decisão transitada em julgado, com a pena de separação de serviço ou pena de natureza expulsiva das Forças Armadas, dos serviços que integram o Sistema de Informações da República ou das forças e serviços de segurança.

É importante referir que para ser vigilante em Portugal, o primeiro passo a dar é obter obrigatoriamente uma formação profissional em Segurança Privada, com aproveitamento, num centro de formação certificado e, consequentemente, o formando obterá o seu cartão MAI.

Saiba também tudo aquilo que precisa de saber sobre o Cartão do Mai! 

Para exercer a atividade, os profissionais de vigilância devem ser titular do cartão profissional emitido pela Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna, sendo válido num prazo de 5 anos e renovado por iguais períodos de tempo.

Após a conclusão da formação, o formando terá uma empregabilidade da profissão praticamente garantida, fruto da constante procura das empresas de Segurança Privada em recrutar profissionais com o cartão MAI válido. Uma vez que, os postos de trabalho ocupados por profissionais sem formação e cartão MAI terão de ser preenchidos por trabalhadores qualificados em segurança privada, senão o empregador está sujeito à aplicação de coimas por exercer funções para o qual não está apto.

Ser vigilante tem algumas vantagens em comparação a outras profissões relacionadas com escritórios, uma vez que a segurança privada é uma ocupação que envolve o trabalho em áreas amplas, ar livre e em diversos ambientes. Para além destas vantagens, o vigilante é um profissional que não está pressionado com prazos, relatórios e chamadas sem fim. Com isto, o profissional tem a oportunidade de viver melhor e ter mais tempo para estar com os seus familiares e amigos.

Autoria: Vanessa Cunha

12 anos de formação profissional Do It Better

12 Anos de Formação Profissional

12 anos de formação profissional em Portugal Do It Better

Dia 7 de julho, a Do It Better celebrou 12 anos de história. Este aniversário é uma conquista de todos o que fazem e fizeram parte desta equipa, juntos comemoramos 12 anos de desafios vencidos e empenho para que o sucesso chegue àqueles que acreditam em nós.

 

A Do It Better iniciou com um pequeno centro em Alverca. Hoje estamos presentes de norte a sul do país com uma rede de 15 centros referenciados e especializados na formação profissional em Portugal. Somos uma empresa com 38 cursos de formação, em 12 áreas de ensino distintas, que nos garantem uma oferta diversificada e competitiva no mercado.

Ao longo da nossa história, os nossos 50 colaboradores mantiveram o cuidado de falar com todos os formandos através de diversas plataformas e de criar estratégias conforme as necessidades. Contamos ainda com uma equipa de mais de 700 formadores experientes que garantem um ensino de qualidade e excelência profissional.

Até hoje a Do It Better contabilizou mais de 200 mil horas de formação, sempre com foco no futuro sucesso dos nossos formandos. Conseguimos protocolos com mais de 1000 parceiros diferentes, onde é possível os formandos realizarem um estágio em contexto real de trabalho que lhes permite uma melhor integração no mercado de trabalho.

Temos um orgulho enorme dos mais de 17 mil formandos que nos escolheram e começaram as suas carreiras em diversificadas áreas profissionais.

Queremos agradecer a todos os nossos colaboradores, formandos e parceiros pela confiança ao longo destes anos.

 

Autoria: Daniela Santos