Curso Técnico Auxiliar de Ação Educativa

Técnico Auxiliar de Ação Educativa

O Técnico Auxiliar de Ação Educativa assume um papel fundamental na sociedade relativamente aos cuidados dirigidos às crianças.

O Técnico Auxiliar de Ação Educativa colabora com os professores de forma a assegurar o bom funcionamento da instituição.

O Curso Técnico Auxiliar de Ação Educativa pretende formar profissionais de excelência nesta área.

O Técnico Auxiliar de Ação Educativa deve ser dotado das competências pessoais, sociais e técnicas para o exercício da sua atividade profissional.

  • Ana França

    Mestre em Educação Pré-Escolar e 1º ciclo do Ensino Básico, desde 2010 que trabalha na área infantil, inicialmente como administrativa num centro de estudo, depois como educadora e CAF ou explicadora.

Com o Curso Técnico Auxiliar de Ação Educativa o formando fica capaz de cuidar de crianças com idade até aos 6 anos, incluindo crianças com necessidades específicas de educação, durante as suas atividades quotidianas e de tempos livres, garantindo a sua segurança e bem-estar e promovendo o seu desenvolvimento adequado. Isto agráda-lhe?! Então torne-se no exemplo destas crianças e forme-se na DO IT BETTER!

 

No final da acção de formação o formando deverá ser capaz de :

  • Colaborar e/ou executar a planificação das atividades pedagógicas e lúdicas nos diversos contextos em que atua, tendo em conta as necessidades educativas e a idade das crianças ao seu cuidado.
  • Cuidar de crianças em creches, jardins de infância e estabelecimentos similares.
  • Cuidar de crianças em Atividades de Tempo Livres (ATL).
  • Cuidar de crianças com necessidades específicas de educação, colaborando na programação, no desenvolvimento e no acompanhamento das suas atividades quotidianas e de tempos livres.
  • Assegurar as condições de higiene, segurança e organização do local onde as crianças se encontram, bem como, dos brinquedos e outros materiais utilizados.
  • Informar os encarregados de educação e/ou o/a Educador/a de Infância sobre eventuais problemas de saúde ou outros respeitantes às rotinas diárias da criança.
  • Estabelecimentos de ensino escolar públicos ou privados, empresas relacionadas com o sector da educação, ATL’s (actividades de tempos livres, complementares e extra-curriculares) e colónias de férias
  • Creches, jardins-de-infância e estabelecimentos de ensino de educação especial
  • Instituições da área da assistência social, e de acolhimento, de menores em situação de risco, e de apoio familiar.

 

 

Formadores

Casos de Éxito

Grupos

Lecturer

Sara Tenrinho