Category Archives: Notícias

Um Certificado que abre novas “Portas”

Porquê ter um CCP (Certificado de Competências Pedagógicas)

O CCP (ex-CAP) ou Certificado de Competências Pedagógicas é o documento que habilita qualquer profissional para exercer a atividade profissional de formador em cursos de aprendizagem, cursos de educação, formação de adultos e formações modulares certificados.

Aos formandos que concluírem com aproveitamento a Formação Pedagógica Inicial de Formadores é entregue um Certificado de Formação Profissional, sendo solicitada a sua atribuição junto do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

Os participantes deste curso ficaram aptos a:

  • Desenvolver competências de ação pedagógica em contexto empresarial;
  • Preparar métodos de formação para as novas exigências no domínio da formação;
  • Organizar, planear e animar sessões de formação utilizando regras básicas de comunicação;
  • Desenvolver uma relação pedagógica adequada;
  • Dominar os audiovisuais como apoio à formação;
  • Aplicar a avaliação, reconhecendo e criando os respetivos instrumentos;

Para obter este certificado é necessário cumprir com alguns requisitos.

Atualmente as empresas procuram por formadores com formação específica em várias áreas, com o objetivo de renovar e qualificar alguns dos seus departamentos, pelo que a procura destes profissionais cresceu nos últimos anos.

Saiba também quais as principais razões pelas quais as empresas tem de assegurar formação aos seus colaboradores.

A Do It Better ministra o curso de Formação Pedagógica Inicial de Formadores com vários horários disponíveis, em regime b-learning e presencial com a duração de 90h. Um curso prático e focado nas exigências atuais do mercado de trabalho.

Autoria: Arnaldo Lupeta

 

7 Erros que não pode cometer numa entrevista de emprego

Sabia que os primeiros minutos são aqueles que, na sua maioria, ditam o fracasso ou o sucesso de uma entrevista? Descubra quais os erros e comportamentos que deve evitar quando está a ser entrevistado.

Estamos perante um mercado cada vez mais competitivo, onde a procura por vagas é bastante superior ao número de vagas oferecidas. Obter uma colocação no mercado de trabalho é um desafio constante, não só para quem procura o primeiro emprego mas também para quem procura uma recolocação profissional.

O comportamento verbal e não-verbal que é adotado tem um impacto direto na tomada de decisão por parte dos recrutadores, daí que seja fundamental uma preparação prévia para este tipo de ocasião.

A entrevista é a porta de entrada para o mercado de trabalho. Todos os detalhes contam! Seja precavido e veja quais os erros que não deve cometer:

  1. Falar mal das entidades patronais anteriores

Este é dos piores erros que pode cometer numa entrevista de emprego. Mesmo que as suas experiências anteriores não tenham sido as melhores, não deve expressá-lo.

Não se esqueça que as suas antigas entidades patronais podem ser eventuais parceiras de negócio ou concorrentes da entidade a que se está a candidatar, portanto deve-se manter imparcial e não revelar a sua opinião pessoal.

Concentre-se nas suas competências e fale apenas das experiências que considere decisivas para o sucesso da entrevista.

  1. Não ter perguntas

Não colocar perguntas pode mostrar pouco entusiasmo e falta de curiosidade pela empresa à qual estamos a concorrer.

Por outro lado, quando colocamos perguntas estamos automaticamente a criar uma ligação com o entrevistador, sendo uma boa oportunidade para demonstrar as nossas capacidades comunicativas e destacar-nos dos demais candidatos.

  1. Discurso/ erros gramaticais

Os erros gramaticais e a forma como o discurso é organizado continuam a ser das falhas mais apontadas pelos recrutadores.

Esteja bem preparado, apresente um discurso simples e claro de forma a minimizar os erros a nível linguístico.

 

Os erros inerentes ao comportamento verbal têm, de facto, um grande impacto no resultado final, no entanto são os comportamentos não verbais que decidem uma contratação.

  1. Imagem pouco cuidada e má postura

A má postura é um comportamento para o qual os entrevistados estão bastante consciencializados, contudo continua a ser um dos erros que mais se comete numa entrevista. Este tipo de comportamento advém de hábitos e por vezes são cometidos involuntariamente.

Para ultrapassar este obstáculo é importante que treine em casa quais as posturas a adotar, posturas essas que devem demonstrar segurança, interesse e maturidade.

Aposte na sua imagem e certifique-se que vai de acordo com a cultura organizacional da empresa.

Saiba também como se deve apresentar numa entrevista de emprego.

  1. Não fazer contacto visual

Dificilmente será contratado se não tiver em conta este comportamento.

Olhar diretamente para o entrevistador demonstra destreza e confiança em si mesmo, portanto deixe de lado a timidez e o nervosismo, pois este é um requisito e uma característica que diz muito da sua personalidade.

  1. Nunca se atrase

Como o velho ditado diz: A primeira impressão é a que fica. Até pode ter um currículo fenomenal e uma capacidade de comunicação acima da média, no entanto nada lhe vale se não chegar a horas.

Chegue com alguma antecedência ao local onde se irá realizar a entrevista e tenha em mente que a pontualidade ou a falta dela, neste caso, pode ser um fator de eliminação.

  1. Falta de sorriso

As entrevistas são ocasiões que se devem levar a sério, no entanto muito dos candidatos caiem no erro de adotar uma postura rígida.

Sorria, mostre entusiasmo e cative o recrutador!

Conheça ainda os 8 passos fundamentais para ter uma boa entrevista de emprego.

Autoria: Marisa Santos

Como nos devemos apresentar numa entrevista de emprego

A aparência é um fator determinante na tomada de decisão pela entidade empregadora. Um Dress Code ajustado à área a que se candidata é meio caminho andado para ter sucesso

É preciso apenas 10 segundos de entrevista para se avaliar a imagem. Nunca ouviu dizer que não há uma segunda oportunidade para criar um primeira boa impressão? A imagem é decisiva e  ter em atenção como nos devemos apresentar numa entrevista de emprego é um dos elementos mais importantes. A aparência é um fator determinante na tomada de decisão pela entidade empregadora.

A maneira como nos apresentamos é um dos primeiros sinais analisados, uma vez que dá indicadores determinantes a quem nos vai entrevistar, se a nossa imagem está ou não dentro dos padrões, requisitos e política da empresa.

Muitas vezes até pode ser um candidato com altas competências e com um curriculum invejável, no entanto, se tiver uma má aparência pode deixar cair uma boa oportunidade de emprego, quem sabe a oportunidade da sua vida. Há várias recomendações para ter uma boa performance numa entrevista de emprego.

Não facilite, prepare-se! Ajuste o tipo de roupa ao cargo para o qual se candidata. Passada esta primeira fase de impacto visual, tenha em atenção à postura corporal, pois ela irá dizer se está enquadrado com o Dress code que tem vestido no momento.

O Dress code é, muitas vezes, um género de protocolo que as empresas usam e que normalmente é imposto a todos os colaboradores. É a forma como as empresas se querem apresentar ao mercado e diferenciar da concorrência. Faz parte dos valores da empresa! Neste sentido, a recomendação passa por pesquisar sempre informação sobre a empresa. Perceba se há um dress Code, se tem um estilo pré-definido. Os fatos, vestidos, o calçado, o esquema de cores, o cabelo e até a maquilhagem, pois quando chegar o momento da entrevista, irão existir  algumas semelhanças com o que empresa procura no candidato. E você quer estar certamente dentro destes padrões.

A imagem para um profissional é muito importante para manter a sua reputação e transmitir uma imagem segura. É sempre importante ter em conta a posição de hierarquia que se vai ocupar na empresa.

Há vários tipos de dress code, que podem variar de acordo com a área, cargo ou sector de atividade da empresa, tais como:

Dress code formal que é utilizado pelos profissionais corporativos, numa área onde normalmente ocorrem várias reuniões e a apresentação tem de ser bastante séria. Normalmente são usadas cores sóbrias, usam muitas vezes os ternos, peças de alfaitaria como a famosa camisa branca ,o blazer, sapatos fechados, gravata e bolsas estruturadas. Este estilo de dress code mais formal enquadrasse principalmente a advogados, juristas, empresários e a Bancários.

Dress code regular. É um estilo utilizado por médicos, contabilistas e administrativos. Utilizam camisas básicas, polos, sapatos de vela ou derbies e calças básicas mas sem blaiser.

Dress code casual muitas vezes usados por profissionais corporativos. A utilização de saias até ao joelho, camisas coloridas, sapatos fechados, blazer mais cinturados e coloridos.

Dress code informal muitas vezes usados pelos profissionais de comunicação, onde (quase) tudo é permitido, como misturar o formal e o informal. A utilização de sapatilhas, calças de ganga e t-shirts não é um problema. A não ser que tenha alguma reunião. Aí convém saltar dois degraus e estar adaptar-se ao momento.

A imagem não é tudo, mas é fundamental estar devidamente enquadrado, ajustado e alinhado com os valores da empresa. O segredo está na capacidade de adaptação. Por isso ajuste o seu estilo.

A Do It Better na II Trail Base Aérea da OTA

Participação de Colaboradores, Formadores e Formandos da Do It Better no II Trail Base Aérea da OTA

O II Trail iniciou-se por volta das 10h00 na Base Aérea  da Ota no dia 23 de Setembro de 2018.

O evento consistiu numa corrida e numa caminhada. O percurso dos participantes variou, na corrida correram 15km e na caminhada percorreram 9km.

Após a prova, à medida que os participantes ultrapassavam a meta, deslocavam-se ao stand de massagens da Do It Better Alverca, onde os formandos do Curso Técnico/a Auxiliar de Fisioterapia e Massagem ofereceram um momento de massagens terapêuticas. Os formandos tiveram assim, a oportunidade de praticar em campo  as técnicas e conhecimentos que têm vindo a adquirir durante o curso e ganharem experiência para o mercado de trabalho onde aspiram vir a exercer a sua profissão.

No finalizar do evento, foram divulgados os nomes dos vencedores da corrida geral feminina e masculina, Cristina Ponte e José Silva respetivamente, e existiu uma cerimónia de entrega de prémios aos vencedores e agradecimento aos patrocínios, na qual a Do It Better fez parte.

Níveis de Dor da Tatuagem

Doeu muito? É provavelmente a pergunta mais frequente para pessoas que não têm tatuagens.

Embora não seja possível explicar a sensação das agulhas na pele, neste artigo tentamos expor os vários níveis de dor: básico, intermédio e intenso.

Nível básico: As zonas de dor de nível básico são áreas do corpo normalmente escolhidas por pessoas que não toleram muito bem a dor. Claro que existe sempre o desconforto das agulhas sobre a pele, mas num nível tolerável.

Nível Intermédio: Aqui a tolerância é menor do que a da mencionada acima, mas nada que não aguente. Normalmente são zonas mais sensíveis, onde pode apanhar partes da pele com pouca exposição.

Nível Intenso: Atenção!!! Este nível de dor pode provocar reações extremas como choro, gritos e movimentos instantâneos. Há projetos que para serem realizados levam algumas horas de trabalho e muita dor à mistura. É normal que na realização de uma tatuagem apanhe zonas do corpo mais propícias à dor, como o pescoço, pulsos e principalmente as articulações.

É importante referir que há diferenças de zonas para nível de dor entre homem e mulher e convém considerar alguns pontos indicados por profissionais da área:

  • Antes da tatuagem, alimente-se bem, beba bastante líquidos e durma algumas horas. Isso ajuda a melhorar a pele e o humor, para que aguente melhor a dor do processo de criação da tatuagem;
  • No caso das mulheres, se estiver alguns dias antes ou depois do ciclo menstrual, remarque a tatuagem. Nesse período a dor é muito mais intensa, já que o organismo fica mais sensível;
  • Uma semana antes da sessão de tatuagem, aconselha-se vivamente a evitar a exposição solar, para evitar tatuar em cima de uma pele ressecada;
  • Uma pele bem hidratada acaba por curar-se melhor das lesões deixadas pelas agulhas, ou seja: usar creme hidratante o máximo o possível, antes e depois da tatuagem.

 

Como tornar o meu perfil de LinkedIn mais profissional?

É profissional e aparentemente abre novas portas para o mercado de trabalho, mas como tornar o meu perfil de LinkedIn mais profissional?

O LinkedIn é uma rede social que tem vindo a crescer cada vez mais, nomeadamente, em Portugal. Este serviço é focado em relações profissionais e os seus utilizadores têm como funcionalidades criar uma rede de contactos, estar a par das novas vagas de emprego e das novidades do mercado de trabalho. É ainda, uma ferramenta para muitas empresas terem acesso a currículos profissionais.

Tem LinkedIn e ainda não domina esta rede social? Então leia as seguintes dicas e tire o máximo proveito deste serviço:

  1. Seja sucinto e claro/a nas palavras-chaves que escolhe para a sua descrição inicial, nesta é aconselhável mencionar seu título profissional, atual emprego e prévios, áreas de interesse e competências;
  2. Siga pelo menos 10 empresas onde desejasse trabalhar, potenciais parceiros e/ou perfis de concorrentes;
  3. Peça para aderir a grupos de LinkedIn na sua área profissional;
  4. No início de cada ano tenha a preocupação de atualizar a sua foto de perfil;
  5. Personalize o URL do seu perfil (https://www.linkedin.com/company/do-it-better/ – exemplo ilustrativo);
  6. No feed do seu LinkedIn coloque cinco gostos em publicações do seu interesse;
  7. Faça recomendações no perfil de alguém que esteja conectado à sua rede;
  8. Faça 5 novos pedidos de conecção e adicione uma nota de “boas-vindas” por mensagem;
  9. Parabenize alguns contactos da sua rede;
  10. Se convidar pessoas que não conheça pessoalmente, dê razões porque pretende efetuar a conecção;
  11. Adicione uma imagem de fundo ao seu perfil (tamanho ideal 1584×396);
  12. Caso esteja à procura de empregos, pesquise vagas no seguinte link;
  13. Pesquise dois perfis que também trabalhem na sua área profissional, investigue os grupos que seguem, e selecione 5 grupos do seu interesse;
  14. Comente 3 publicações de membros da sua rede no feed.
  15. Se quiser investigar e potenciar ainda mais o seu perfil LinkedIn, saiba mais aqui!

O LinkedIn tem ainda diversos conteúdos disponíveis a qualquer utilizador para adquirir novos conhecimentos, como a opção E-Learning que disponibiliza várias pré-visualizações de possíveis cursos dentro do seu setor profissional ou de interesse, sendo que o primeiro mês é gratuito. Bem como, obter um certificado de inglês gratuito.

A Do It Better tem como missão potenciar a formação e qualificação de todos os clientes com o intuito de alcançarem o sucesso no mercado de trabalho. Desta forma, ambos se complementam e o ajudam a atingir os seus objetivos profissionais.

DO IT BETTER na Meia Maratona do Porto SportZone

Miniatura Meia Maratona SportZone Do It Better
Miniatura Meia Maratona SportZone Do It Better
Miniatura Meia Maratona SportZone Do It Better
Miniatura Meia Maratona SportZone Do It Better
Miniatura Meia Maratona SportZone Do It Better
Miniatura Meia Maratona SportZone Do It Better
Miniatura Meia Maratona SportZone Do It Better
Miniatura Meia Maratona SportZone Do It Better
Miniatura Meia Maratona SportZone Do It Better
IMG-20180916-WA0014
Miniatura Meia Maratona SportZone Do It Better
Miniatura Meia Maratona SportZone Do It Better
Miniatura Meia Maratona SportZone Do It Better
Miniatura Meia Maratona SportZone Do It Better
Miniatura Meia Maratona SportZone Do It Better
Miniatura Meia Maratona SportZone Do It Better
Miniatura Meia Maratona SportZone Do It Better
Miniatura Meia Maratona SportZone Do It Better
Miniatura Meia Maratona SportZone Do It Better
Miniatura Meia Maratona SportZone Do It Better

A Do It Better Porto participou na 12ª Meia Maratona  do Porto Sport Zone no passado dia 16 de Setembro de 2018.

O evento foi organizado pela RunPorto e decorreu entre o Porto e Vila Nova de Gaia.
O percurso foi de 27 km no total (21km SportZone + 6km Santander).
Esta é uma prova de atletismo internacional em que no final é atribuída a classificação oficial de grau de bronze para provas de estrada da Federação Internacional de Atletismo, sendo que este ano o primeiro lugar do pódio foi conquistado por Mike Kiptum Boil.

A Do It Better Porto participou com a intervenção dos formandos do Curso Profissional Técnico/a Auxiliar de Fisioterapia e Massagem  que se disponibilizaram a oferecer massagens aos participantes no final da corrida. Deste modo, os formandos puderam testar os seus conhecimentos em campo e preparar-se para o futuro mercado de trabalho.

Inauguração do 12º centro ‘Do It Better’ a nível nacional

Viseu vai ser a próxima cidade a acolher a nova expansão da empresa.

Após ter concluído 11 anos no mercado nacional, a Do It Better prepara-se para abrir, em outubro, o seu novo centro de formação profissional em Viseu.

É com a visão de potenciar o crescimento e o sucesso dos seus formandos que a ‘Do It Better’ desenvolveu um novo projeto a nível nacional – a abertura de um novo centro de formação na cidade de Viseu.

Desenvolver formações de excelência, evoluir e expandir, são adjetivos que fazem parte da missão da empresa de se tornar líder do mercado nacional e, para tal, manter a proximidade com o seu público é fundamental para o sucesso. Foi com essa visão que a ‘Do It Better’ abraçou este novo projeto de implementação do 12º centro a nível nacional, onde pretende criar um maior número de oportunidades para o seu público no distrito de Viseu.

Estas oportunidades vão ser criadas através dos cursos que irão abranger várias áreas de formação, entre as quais, Saúde, Beleza, Educação, Segurança, Administração, Cozinha e Veterinária.

E, também, com a Formação Específica para Empresas, direcionada para PMEs e grandes grupos que procuram aumentar as qualificações dos seus quadros, bem como responder à necessidade de formação contínua.

Desta forma, a Do It Better procura responder às inúmeras solicitações recebidas por parte do público residente na localidade de Viseu e, também, corresponder às necessidades do mercado.

Nas suas formações, a ‘Do It Better’ tem como prioridade potenciar as aptidões dos seus formandos, tornando-os profissionais de excelência na sua área. E, faz parte também dos seus objetivos, garantir a confiança do seu público e ser a escolha número um do mesmo

Estudar… Quantidade não significa Qualidade

6 dicas para estudar melhor!

Estudar… Uma grande dor de cabeça para muitos, não por não gostarem de aprender mas antes porque investem muito tempo entre os livros e não conseguem obter os resultados desejados após horas e horas de estudo.

É daquelas pessoas que passa horas a fio a estudar e quando chega ao final parece que não aprendeu nada? Estudar demasiado não é assim tão benéfico. Estudar é uma das atividades do mundo em que a eficiência é mais eficaz do que a quantidade. Isto porque a capacidade das pessoas se (re)lembrarem de um conteúdo tem um limite proporcionalmente menor à capacidade de estudo. Para aumentar o seu rendimento de estudo, apresentamos algumas dicas de como capturar todo o conteúdo lido em tempo mais reduzido. Tudo isto comprovado cientificamente!

Impeça a curva do esquecimento

Essencialmente, a primeira vez que ouve uma aula ou estuda algo novo, há mais hipóteses de retenção, cerca de 80%, do que aprendeu apenas revendo o conteúdo novamente dentro de 24 horas. Depois de uma semana, terá capacidade de reter 100% das mesmas informações após apenas cinco minutos de análise. Para otimizar o tempo de estudo, aproxime-o mais do dia em que você teve contato com o material do que do dia da prova.

Utilize material impresso

Tablets e outros meios eletrónicos são ótimos para conveniência e portabilidade, no entanto, pesquisas sugerem que quando se trata de estudar, os materiais impressos tradicionais ainda têm vantagem face aos meios digitais.

Faça conexões

Na maior parte das vezes a diferença entre quem aprende rápido e devagar é a maneira como estudam. Memorizar para algumas pessoas é difícil, uma conexão de ideias é o ideal para essas pessoas. Por isso, não memorize, faça conexões.

Estude quando tiver cansado, e descanse em seguida

Parece contraditório, mas está comprovado cientificamente que estudar quando se encontra mais cansado e imediatamente antes de dormir pode mesmo ajuda o seu cérebro a reter concentrações mais elevadas. O processo de consolidação está no auge durante o sono “ de ondas lentas”, o que significa que a revisão de material antes de dormir ajuda o cérebro a fixar as informações.

Não releia, relembre

Ler e reler os conteúdos leva muitos estudantes a pensarem que adquiriram, com sucesso, o conhecimento mesmo quando não é verdade. Em alternativa devem usar a “recordação ativa”, fechando os livros e relatar tudo o que conseguem lembrar para praticar a memorização.

Sistema de Leitner

É conhecido pela utilização de “cartões de memorização”, serve para que os estudantes aprendam o conteúdo com o qual estão menos á vontade, pela repetição.

Na prática, o aluno coloca todos os cartões com perguntas na caixa 1. Em seguida, pega cada cartão e tenta responder à pergunta. Se acertar a resposta, coloca-o na caixa 2. Se errar, deixa-o na caixa 1. O estudo passa para as caixas seguintes e a premissa permanece. A única diferença é que nas próximas se o estudante errar, deve voltar o cartão para a caixa anterior. Assim, os cartões na primeira caixa são estudados com mais frequência.

A Do It Better pode transformar esta grande dor de cabeça para os alunos em algo prazeroso e intuitivo pois, dá formações de como transmitir e ensinar conhecimento.

 

Do It Better vai abrir novo Centro de Formação em Setúbal

Inauguração do 11º centro ‘Do It Better’ a nível nacional

Após ter concluído 11 anos no mercado nacional, a Do It Better prepara-se para abrir, em agosto, o seu novo centro de formação profissional em Setúbal.

É com a visão de potenciar o crescimento e o sucesso dos seus formandos que a ‘Do It Better’ desenvolveu um novo projeto a nível nacional – a abertura de um novo centro de formação na cidade de Setúbal.

Desenvolver formações de excelência, evoluir e expandir, são adjetivos que fazem parte da missão da empresa de se tornar líder do mercado nacional e, para tal, manter a proximidade com o seu público é fundamental para o sucesso. Foi com essa visão que a ‘Do It Better’ abraçou este novo projeto de implementação do 11º centro a nível nacional, onde pretende criar um maior número de oportunidades para o seu público no distrito de Setúbal.

Estas oportunidades vão ser criadas através dos cursos que irão abranger várias áreas de formação, entre as quais, Saúde, Beleza, Educação, Segurança, Administração, Cozinha e Veterinária.

E, também, com a Formação Específica para Empresas, direcionada para PMEs e grandes grupos que procuram aumentar as qualificações dos seus quadros, bem como responder à necessidade de formação contínua.

Desta forma, a Do It Better procura responder às inúmeras solicitações recebidas por parte do público residente na localidade de Setúbal e, também, corresponder às necessidades do mercado.

Nas suas formações, a ‘Do It Better’ tem como prioridade potenciar as aptidões dos seus formandos, tornando-os profissionais de excelência na sua área. E, faz parte também dos seus objetivos, garantir a confiança do seu público e ser a escolha número um do mesmo.

11 Anos de Conquistas

5 novas especialidades de segurança e 14 novos cursos de verão celebram os 11 anos de alcance da Do It Better.

Julho é um mês de celebração. A Do It Better alcançou os 11 anos de existência. Uma história de superação, conquista e prosperação.

Desde o início que a empresa mantém os seus valores e objetivos no seu ADN, esse é o seu legado. A sua visão está no futuro e, ser a empresa líder de mercado e de referência nacional faz parte dessa visão.

Desenvolver formações de excelência, orientadas para o mercado de modo a otimizar o crescimento e o sucesso dos seus clientes faz parte dos seus objetivos. Tal como, criar e potenciar, através da cooperação, o conjunto de possibilidades que os formandos, por vezes, desconhecem que possuem. Esta é a sua missão.

Missão que, tem vindo a ser desenvolvida, estruturada e aperfeiçoada ao longo dos 11 anos e, que, permitiu a evolução e expansão da Do It Better, tornando-a na empresa que é hoje. Uma empresa com mais de 40 colaboradores, 700 parcerias e líder do mercado nacional, a contar com 11 centros de formação – 10 situados em Portugal e 1 em Espanha, Sevilla. O seu alcance é traduzido em mais de 40 cursos profissionais, mais de 5 mil pessoas formadas e com mais de 400 profissionais.

A Do It Better acredita que a formação de excelência pode transformar vidas e, é por essa razão, que conta com uma vasta oferta formativa que está em constante progressão. É com essa visão que se comemora o mês de Julho.

A celebração é feita com foco na sua missão e, como tal, foram adicionadas novidades na sua formação.

Fazem parte dessas novidades, as 5 novas especialidades de segurança privada (link para  cursos/segurança) (autorizadas pela PSP):

E, ainda, foram criados Cursos de verão. Ou seja, foram lançadas 14 formações de curta duração para as férias. Estas ofertas formativas são em áreas com altas taxas de empregabilidade, nomeadamente, Beleza, Bem-Estar, Educação, Estética e Saúde. São dirigidas a quem pretende desenvolver novas atividades ou para quem procura aperfeiçoar a sua área profissional.

Estas são as novidades que a Do It Better desenvolveu a pensar em si para celebrar os seus 11 anos de conquistas. 11 anos que não seriam possíveis sem a equipa Do It Better e os seus formandos.

 

 

Vagas para Técnico Auxiliar de Saúde na CUF

Candidatos devem ter o 9º ano de Escolaridade concluído

A José de Mello Saúde (CUF) está a recrutar Técnicos Auxiliares de Saúde para a unidade Hospital CUF Descobertas, localizado no Parque das Nações em Lisboa, para entrada imediata.

Os candidatos devem ter o ano concluído. O Curriculum Vitae deve ser enviado para o e-mail susana.r.goncalves@jmellosaude.pt.

A José de Mello Saúde

A José de Mello Saúde desenvolve a sua atividade na prestação de cuidados de saúde em Portugal, contando com uma experiência de 70 anos. A sua atuação rege-se por valores como o Respeito pela Dignidade e Bem-Estar da Pessoa, Desenvolvimento Humano, Competência e Inovação, que guiam a permanente vontade de ser e fazer melhor.